segunda-feira, 12 de maio de 2014

Cattleya dowiana (Aurea)




Cattleya [C.] dowiana (syn. Cattleya dowiana var. aurea)

Originária da Costa Rica, norte da Colômbia, e, possivelmente Panamá.
Nestes locais as plantas crescem em árvores muito altas, geralmente com luz forte porém filtrada, em grandes galhos na copa da árvore ou em ramos que pendem sobre a água.
Elas são encontradas geralmente nas encostas das montanhas que estão voltadas para o Caribe. Quando foram descobertas pela primeira vez na Costa Rica, as plantas cresciam nas encostas do Pacífico. O habitat das Cattleyas unifoliadas na Colômbia é descrita por "Arango" em (Orquídeas nativas da Colômbia volume 1) como a seguir. " Elas crescem nas encostas das montanhas entre 600-1600 m. acima do nível do mar, em pontos onde a brisa sopra constante, as noites são frias , mas o Sol do meio-dia é quente. No início da manhã as florestas são coberta pela névoa por causa da alta umidade , mas depois há Sol abundante ; chove frequentemente , quase todos os dias , e na chamada estações secas o orvalho pesado umedece as raízes de orquídeas agarradas a galhos de árvores ou espalhadas sobre rochas ."

Planta epífita, simpodial (de crescimento lateral, onde as brotações são na sua base ao invés do ápice), atinge um tamanho médio em torno de 35cm.
Os pseudobulbos possuem em média 15 cm, e as folhas que são de formato ovalado, e de um verde mais claro 20 cm, (raramente passam dos 25cm).
A Inflorescência que sai de uma bainha verde, geralmente fica entre 7 cm e 10cm.

As flores que são de tamanho grande variam e podem chegar até a 18 cm de diâmetro. Com textura aveludada elas exalam um perfume muito agradável principalmente pela manhã. Pétalas e sépalas são do mesmo comprimento, mas as pétalas franzidas são de 2 a 3 vezes a largura das sépalas.
A coloração é algo de maravilhoso, pois o amarelo das sépalas e pétalas contrastando com o rubro do grande labelo é magnífico.
A variedade Aurea da Colômbia é considerada superior ao da Costa Rica, pois o amarelo é mais profundo e mais limpo nas pétalas, e os veios no labelo são mais marcantes e atraentes.

O cultivo desta planta não é muito difícil, ela prefere temperaturas não inferiores a 15ºC à noite e em torno de 30ºC durante o dia.
Umidade relativa do ar em torno de 70-80%. Se estiver em região muito fria (sul) onde os invernos são rigorosos, terá um pouco de trabalho.
Eu cultivo a minha em sombreamento de 50%, pulverização de água no ambiente três vezes ao dia (irrigação automática) e rega 2 vezes/semana devido ao clima ser muito seco na região.
O vaso utilizado é de plástico e o substrato é um mix de casca de pinus, chips de côco e carvão.
Uma coloração verde-amarelada em suas folhas e pseudobulbos é desejada, mas cuidado para não confundir com desidratação da planta.